==
26 set

Manter os rebolos em boas condições garante melhor qualidade ao vidro

Rebolos estão entre as peças mais importantes de uma máquina, seja ela uma lapidadora ou uma biseladora. Como são eles que, efetivamente, desgastam o vidro, é indispensável que seus equipamentos tenham seus rebolos em boas condições, funcionando da melhor maneira possível e entregando resultados satisfatórios.

Vale citar, inclusive, que no caso de biseladoras os rebolos em boas condições fazem ainda mais diferença. Como elas são máquinas que “atacam” o vidro lateralmente, a eficiência dos rebolos deve ser sempre a máxima.

Se você quer saber como manter os rebolos em boas condições e o que faz com que eles percam sua eficiência, continue a leitura do texto abaixo e entenda!

 

Razões que pioram as condições dos rebolos e a qualidade do vidro

Existem, basicamente, duas situações que fazem com que as condições dos rebolos piorem gradativamente. Ambas estão relacionadas ao alto volume de uso deles e das máquinas em que eles estão instalados. Acompanhe:

 

Pó de vidro

Alguns rebolos, especialmente os diamantados, têm a função de diminuir o dimensional das peças de vidro que passam pelas máquinas. Ao remover uma quantidade do vidro, este vira pó. Quanto mais o equipamento é utilizado, mais pó de vidro é gerado, e isso faz com que ele vá se acumulando em certos componentes da máquina utilizada, incluindo os rebolos.

Quando o rebolo acumula muito pó de vidro, ele precisa fazer mais força e, ainda assim, não é capaz de entregar o mesmo resultado, deixando as pontas acetinadas e um aspecto que deixa a desejar.

 

Desgaste

Outro caso que pode ficar no caminho dos rebolos em boas condições é o desgaste pelo qual eles passam. Assim como acontece com o acúmulo do pó de vidro, o desgaste é uma consequência normal da utilização frequente da peça.

A boa notícia aqui é que o problema é facilmente identificável. Quando a coroa diamantada do rebolo está muito gasta, você consegue atestar com uma simples inspeção visual. 

Mais uma maneira de identificar se o rebolo não está mais afiado é verificar a energia, informação disponível no painel da máquina. Se é preciso usar mais corrente que o habitual, o rebolo está trabalhando mais e, portanto, não afiado.

 

Mantendo os rebolos em boas condições

Quando falamos do acúmulo de pó de vidro, a solução é relativamente simples. Basta fazer uma limpeza no rebolo para que ele volte a funcionar normalmente. Essa limpeza pode ser realizada de duas formas diferentes: com pedra de lima ou bastão e com restos de rebolos de borracha. No último, ao invés de jogar o material fora você o reaproveita.

Agora, se estamos falando de desgaste, não há muito o que fazer. Rebolos desgastados devem, obrigatoriamente, ser trocados por novos. Caso contrário, a máquina não só gastará mais energia, como também entregará peças de qualidade muito inferior.

 

 

E se você não está mais com seus rebolos em boas condições, a Vidramaq pode te ajudar! Nós contamos com uma vasta linha de rebolos, incluindo diamantados, de resina, pedra black stone, feltro espiralado, entre outros.

Quer sempre manter seus rebolos em boas condições? Então conheça todas as alternativas disponíveis em nosso catálogo hoje mesmo!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL