==
6 nov

5 tipos de vidros decorativos: veja e escolha o melhor para você!

Nós já falamos sobre o papel do vidro na arquitetura e como ele é muito usado para decorar — dando um ar diferenciado para os locais que optam por utilizá-lo. Para que a decoração seja ainda mais destacada, diversos tipos de vidros decorativos podem ser aplicados. 

Você já ouviu falar no termo vidro decorativo? E, mais que isso, conhece todos os exemplos de tipos existentes? Neste texto, a Vidramaq fala um pouco mais sobre o assunto. Listamos os 5 principais tipos de vidros decorativos. 

Assim, você poderá conhecer cada um e fazer a escolha do melhor para seu projeto. Caso seja vidraceiro, talvez você fique interessado e comece a trabalhar com um ou mais deles e tenha produtos diferentes para oferecer a seus clientes.

Continue a leitura e conheça!

 

5 tipos de vidros decorativos

 

1. Vidro colorido

Este é, provavelmente, o vidro decorativo mais conhecido e aplicado. É possível ver vidros coloridos em construções das mais diversas. Eles costumam ser usados como revestimento de paredes, para dividir ambientes e até mesmo na composição de móveis sofisticados.

Tonalidades comuns para este tipo de vidro são verde, cinza, bronze, azul e fumê. Para que o material adquira cor, aplica-se esmalte cerâmico na superfície da peça, que é levada até um forno de têmpera. Dentro dele, o vidro incorpora o esmalte na forma de cor.

 

2. Vidro pintado

Se considerarmos apenas o nome, muitos podem pensar que este e o anterior se tratam do mesmo tipo de vidro decorativo. Contudo, eles são bem diferentes. Enquanto a cor presente no vidro colorido é dele mesmo — adquirido após o temperamento —, a do vidro pintado é obtida por um processo chamado de laqueamento.

Da mesma forma que ocorre com uma pintura automotiva, um acabamento conhecido como laca é aplicado na superfície do vidro, dando a cor a ele. Por este motivo, o vidro pintado é chamado também de vidro laqueado.

 

3. Vidro impresso

Chegamos ao terceiro entre os tipos de vidros decorativos. Muito conhecido como vidro fantasia, o vidro impresso é aquele em que podemos observar desenhos em alto relevo em uma das superfícies da peça. Por apresentarem seus padrões de desenho, eles são muito usados em ambientes internos, o que inclui janelas, divisórias e vidraças.

Para que esse vidro seja feito, uma tira de vidro fundido é passada entre dois rolos a 900°C. São estes rolos que possuem os desenhos em alto relevo — e eles transferem o desenho ao vidro, dando o efeito que vemos no resultado.

 

4. Vidro com serigrafia

A serigrafia é uma técnica de impressão em que telas de silk screen e tintas específicas são usadas para imprimir um desenho no material desejado. No caso do vidro, o processo não é muito diferente. Depois que a tinta é aplicada com os materiais que citamos, ela é fixada por uma chapa a quase 600°C, em um processo parecido com o do vidro colorido.

Mais uma vez seguindo o exemplo do vidro colorido, algumas das principais aplicações dos vidros com serigrafia são internas. Isso inclui divisórias, fachadas e móveis.

 

5. Vidro extra clear

O último dos tipos de vidros decorativos da nossa lista é o vidro extra clear. Como o próprio nome já sugere, ele é muito claro. Sua transparência, translucidez e poder de transmissão de luz se comparam às de um cristal. Ele é muito versátil e costuma ser usado em projetos que focam no minimalismo.

Painéis, lousas e portas de vidro estão entre exemplos comuns de utilização do vidro extra clear.

 

E você, já conhecia um mais desses tipos de vidros decorativos? Gostou de conhecer mais sobre cada um deles? Caso tenha curtido o texto e queira continuar recebendo o conteúdo produzido pela Vidramaq, não deixe de nos seguir no Facebook e no Instagram!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL