==
3 abr

4 vantagens do vidro na arquitetura

Peças de vidro podem ter algumas aplicações das mais variadas. Além de móveis e objetos decorativos, o vidro também pode ser um aliado em projetos arquitetônicos, por exemplo. É exatamente a sua versatilidade que faz ele ser tão utilizado em diferentes áreas. Entre elas, o vidro na arquitetura é uma realidade que merece certo destaque.

Foi pensando nisso que a Vidramaq preparou este texto. Na sequência, nós te mostramos o histórico do uso do vidro na arquitetura e ainda descrevemos as 4 principais vantagens que o material traz quando utilizado dessa forma. Se você, assim como nós, também reconhece que o vidro na arquitetura é uma de suas melhores aplicações, continue a leitura e entenda por quê!

 

Breve histórico do uso do vidro na arquitetura brasileira

A história do vidro aqui no Brasil é tão remota quanto a chegada dos portugueses ao nosso país. Isso porque, como forma de negociação com o povo nativo para obter o Pau-Brasil, o vidro e os espelhos eram, assim como outros objetos, utilizados como moeda de troca. E foi assim que o material foi começando a entrar em nosso território.

Sua utilização na arquitetura, por outro lado, veio apenas alguns séculos depois. O primeiro relato é do século 17, sendo que, em sua maioria, ela estava presente em vitrais de igrejas e em palácios. Isso já mostra como o vidro sempre foi considerado um material sofisticado, visto que ele estava presente nos locais frequentados pelos ricos.

Mais para a frente, nos séculos 18 e 19, ele começou a aparecer nas janelas e, mais tarde, foi para algumas paredes. Atualmente, é praticamente impossível encontrar uma construção que não utilize o vidro, seja em janelas, portas, composições de banheiros e cozinhas e até mesmo guarda-corpos.

 

4 vantagens do vidro na arquitetura

Todo esse crescimento no uso do vidro na arquitetura não foi uma coincidência; ele concede diversos benefícios. Acompanhe:

 

1. Melhora a iluminação, promovendo economia

Graças ao fato de ser um material translúcido, o vidro, quando usado em fachadas e janelas traz mais luz natural para dentro do ambiente, fazendo com que sua iluminação melhore em um nível considerável. Como consequência disso, há economia com as contas de luz, visto que a necessidade de utilização da luz artificial de lâmpadas diminuirá.

 

2. Traz um aspecto moderno

É inegável que construções com fachadas de vidro são, automaticamente, mais modernas e sofisticadas do que obras feitas com outros materiais. Esta é somente mais uma vantagem do vidro na arquitetura. Para o caso específico dos prédios corporativos, isso faz a diferença e pode até mesmo contribuir com os negócios, já que a primeira impressão é a que fica.

Aqui, vale destacar também a aplicação dos espelhos, especialmente nos quesitos internos. Eles podem ter o papel de ampliar ambientes pequenos, assim como de revestir móveis, utilizando técnicas como painéis, mosaicos com bordas lapidadas e bisotadas e misturando também texturas e cores.

 

3. Tem limpeza facilitada

Muitos afirmam que uma desvantagem do vidro é o fato de ele exigir uma quantidade maior de limpezas que o concreto, por exemplo. Ainda que isso seja verdade, há outro lado. Pode ser preciso, sim, lavar os vidros com mais frequência, porém ela é muito mais fácil neles do que em qualquer outro material. Basta usar água e sabão para retirar as manchas e pronto.

 

4. É um material altamente versátil

Por fim, um benefício que já citamos algumas vezes ao longo do texto. O vidro apresenta a maior versatilidade entre os materiais mais vistos nas construções. Como você já viu, eles costumam aparecer em janelas, fachadas, vitrais, portas, banheiros, cozinhas, coberturas e até mesmo em pisos de áreas externas.




E aí, viu como o vidro na arquitetura possui vantagens únicas? A Vidramaq constantemente traz diversos conteúdos a respeito de tudo que envolve vidro e suas aplicabilidades. Caso queira receber mais informações como as presentes aqui, acompanhe-nos no Facebook e no Instagram!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL