==
28 jun

Projetos grandes x Projetos pequenos: qual vale mais a pena?

Atualmente, vivemos em um cenário onde o mercado vidreiro está mais amplo do que nunca. Graças à sua sofisticação, o vidro passou a marcar presença em cada vez mais locais, abrindo o leque de possibilidades para vidraçarias. Mas, entre tantas opções, alguns podem ficar em dúvida do que vale mais a pena: projetos grandes ou pequenos.

Neste texto, a Vidramaq irá te ajudar a tirar essa dúvida de uma vez por todas. Afinal, as duas opções apresentam vantagens para as vidraçarias. Basta entender quais são elas, ver qual faz mais sentido para a sua empresa e focar em uma delas para conquistar mais clientes.

Para entender as características e vantagens de projetos grandes e pequenos, é só continuar a leitura abaixo!

 

Características e vantagens de projetos grandes

Começamos falando sobre os projetos grandes. Quando usamos este termo, estamos nos referindo a dois tipos de demandas:

– Projetos completos, em que o cliente encomenda uma grande quantidade de peças que serão instaladas no mesmo local;

– E projetos com poucas peças, mas cada uma com tamanho muito maior que o normal, exigindo medidas e cuidados diferenciados.

Existem algumas vantagens de atuar com projetos grandes. A primeira delas é, com certeza, o custo que esse tipo de projeto tem para o consumidor final. O investimento deve ser alto e, com isso, a vidraçaria acaba tendo um lucro maior.

Outro benefício que deve ser citado é a menor concorrência. Por serem maiores, esses projetos são mais complexos, e muitas vidraçarias acabam achando que não vale a pena focar nesse tipo de serviço. No entanto, isso acaba se tornando uma oportunidade — principalmente se você e seus colaboradores se especializarem nisso.

 

Características e vantagens de projetos pequenos

Por outro lado, os projetos pequenos englobam todos os outros serviços que não fazem parte dos grandes. A maioria dos orçamentos feitos com vidraçarias são buscando esse tipo de serviço.

Estamos falando de projetos como instalação de boxes, fachadas, janelas e outros do mesmo tipo. Basicamente, são os projetos domésticos.

Apesar das diferenças em comparação aos projetos grandes, eles também oferecem suas vantagens. A começar pela demanda; ao mesmo tempo em que a concorrência é maior, muito mais projetos desse tipo são solicitados diariamente. No final das contas, há espaço para todos.

Mais uma vantagem é a possibilidade de absorver mais demandas. Como os projetos são menores, é necessário investir menos tempo para executá-los, o que permite que a vidraçaria tenha mais clientes. O valor por projeto é menor, mas a quantidade de trabalho aumenta.

 

Qual vale mais a pena?

Aqui, não há resposta certa. Afinal, sempre haverá demanda pelos dois tipos. No entanto, vale fazer um estudo. Com a organização correta, você poderá avaliar todos os pontos positivos e negativos de cada uma das opções.

Mas lembre-se: para trabalhar com projetos diferenciados, é necessário ter especializações mais específicas que o comum. Qualifique seus colaboradores para oferecer o melhor serviço e ser um destaque no mercado.

Ah, e vale lembrar: além da qualificação, outros pontos também são importantes para se destacar entre os concorrentes. Um deles é a utilização de máquinas, visto que elas aceleram o processo e entregam peças com uma precisão única.

 

Aqui na Vidramaq, nós atuamos com a comercialização e a manutenção das mais diversas máquinas para vidro, incluindo lapidadoras, biseladoras e mesas de corte. Para saber mais, é só entrar em contato conosco!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL