==
27 mar

Equipamentos de proteção para a manipulação de vidros

Equipamentos de proteção são itens fundamentais em diferentes segmentos nos quais os funcionários precisam lidar com materiais que apresentam riscos. Em qualquer serviço de qualquer setor da área industrial, por exemplo, eles são obrigatórios — inclusive previstos nas normas estabelecidas na CLT.

Com a manipulação de vidros, tanto em uma indústria quanto em vidraçarias, a situação se torna ainda mais importante, visto que a matéria-prima é altamente cortante e pode causar diversos acidentes graves. Além de ser algo obrigatório, usar os equipamentos de proteção individuais (EPIs) é uma precaução que pode até mesmo salvar vidas.

Na sequência deste texto, a Vidramaq mostra quais são os equipamentos de proteção mais utilizados para a manipulação de vidros e ainda dá algumas dicas de outras providências a serem tomadas para que a segurança nos ambientes de produção seja ainda maior. Caso queira saber como fazer o trabalho vidreiro ser mais seguro, continue a leitura e confira!

 

Conheça os principais equipamentos de proteção para a manipulação de vidros

 

  • Capacete: Principal item de proteção para a cabeça, costumam ser produzidos com o polietileno de alta densidade, um plástico muito conhecido devido à resistência que apresenta.

 

  • Óculos de segurança: Em caso de quebra de vidros, é possível que os fragmentos atinjam os olhos. É com a utilização dos óculos que esta região fica protegida. Além disso, o pó de vidro é muito presente nestas produções, e ele também pode atingir o olho e causar problemas.

 

  • Protetor auricular: Vidraçarias, especialmente aquelas que trabalham com o uso de máquinas, são ambientes muito barulhentos. E é para proteger os ouvidos dos altos decibéis, que podem até prejudicar a audição, que os protetores auriculares devem ser utilizados.

 

  • Macacão: Macacões de segurança servem para proteger todas as áreas dos corpos dos colaboradores. Por serem materiais altamente cortantes, qualquer contato com as peças de vidro pode causar machucados.

 

  • Protetor de tronco: Este equipamento é um pouco mais específico para o setor dos vidros. Estamos falando de um cinto especial que faz o peso concentrado exigir menos esforço da coluna do operador quando este transporta o vidro.

 

  • Luvas antiderrapantes ou anticorte: Considerando que as bordas são o que causa mais cortes, é preciso proteger as mãos que manipulam o vidro. Para isso, não tem nada mais eficiente que as luvas.

 

  • Botas ou outros calçados com biqueira de aço: Por fim, é importante falarmos da proteção aos pés, visto que a queda de um vidro pode machucá-los gravemente. As botas e outros calçados com biqueira de aço protegem os dedos e minimizam muito os problemas caso uma queda venha a acontecer.

 

Ações conjuntas ao uso dos EPIs

Oferecer os EPIs que descrevemos acima é o mínimo que uma empresa pode fazer. Porém, existem outras formas de fazer com que a segurança de seus funcionários seja ainda maior. Afinal, de nada adianta fornecer os equipamentos para pessoas que não conhecem práticas adequadas para aumentar a eficiência dos mesmos, não acha?

Portanto, algo básico que você, na posição de dono de uma vidraçaria ou de uma indústria, também deve fazer é oferecer orientações e treinamentos. Tenha a certeza de que todos os envolvidos na sua produção conhecem os principais cuidados de primeiros socorros, sabem como lidar com questões elétricas e têm conhecimentos mínimos de combate a incêndios.

 

Dessa maneira, todos estão mais seguros. Agora que você já conhece os equipamentos de proteção para a manipulação de vidros, pode transformar sua empresa em um local muito mais seguro! Gostou deste texto? Para receber mais, acompanhe a Vidramaq no Facebook e no Instagram!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL