==
9 abr

Vidro temperado x Vidro laminado: entenda as diferenças

Como nós sempre falamos por aqui, o vidro é um material que tem algumas das aplicações mais variadas em todo o mercado. Sendo assim, é seguro dizer que deve existir mais de um tipo de vidro; cada um com as características ideais para o estilo de projeto no qual ele será envolvido. É exatamente neste cenário que surgem dois dos vidros mais utilizados em todo o mundo: o vidro temperado e o vidro laminado.

Você com certeza já ouviu falar em pelo menos um deles, correto? No texto que a Vidramaq preparou e trouxe hoje, nós te explicamos o que é vidro temperado, o que é vidro laminado e ainda mostramos que as melhores características de cada um deles podem ser unidas em uma só peça. Continue a leitura e confira!

 

O que é vidro temperado

Vidro temperado é a peça obtida como resultado do processo de têmpera, que é quando o vidro passa por um forno de têmpera. A função deste forno é alterar as propriedades físicas da peça através de um processo termoquímico. Primeiramente, o forno esquenta o vidro em temperaturas altíssimas, para logo depois resfriá-lo muito rapidamente. Como resultado do processo, a peça, que agora já pode ser considerada um vidro temperado, torna-se 5 vezes mais resistente que o vidro comum.

Vale ressaltar aqui que, antes de passar pelo forno de têmpera, a peça já deve ter as suas dimensões definidas. Depois de temperado, o vidro não pode ser cortado ou furado, pois os riscos de que ele se quebre são muito altos. Graças à alta resistência, ele é muito usado em vitrines e fechamento de muros, além de portas e janelas.

 

O que é vidro laminado

O vidro laminado, por sua vez, tem um processo de fabricação bem diferente. Para que ele seja feito, duas chapas de vidro são intercaladas com uma película de polivinil butiral (PVB), a qual tem a função de ligar as chapas. Depois disso, elas são prensadas, tornando-se uma só peça e dando origem ao que chamamos de vidro laminado.

Ainda que também seja mais vantajoso que o vidro comum, a resistência do vidro laminado não é tão alta quanto a do vidro temperado. Além disso, a redução de ruídos, que também é uma característica dos vidros temperados, também não está presente aqui. A característica mais marcante do vidro laminado, por outro lado, é a segurança que ele proporciona para o caso de quebras. Diferente dos outros, ele não se estilhaça, o que reduz o risco de que as pessoas por perto se machuquem.

 

Como ter as características dos dois em uma só peça?

Como você pôde observar, ambos possuem características vantajosas muito bem definidas. Contudo, é inegável que o ideal mesmo seria unir os benefícios de cada um deles em uma única peça. Felizmente, isso é possível — e o processo não é tão mais complexo assim. É possível obter como resultado um vidro temperado laminado ao usar duas (ou mais) peças de vidro temperado no processo de prensagem para a produção do vidro laminado.

Dessa forma, o resultado é uma peça que, ao mesmo tempo, possui a resistência 5 vezes maior que a do vidro comum e que não se estilhaça caso quebre. Temos, aí, a peça de vidro mais resistente e mais segura.



Gostou deste texto? Já sabia a diferença entre o vidro temperado e o vidro laminado? Se quiser continuar recebendo conteúdo assim, siga a Vidramaq no Facebook e no Instagram!

RECEBA NOSSAS NOVIDADES POR E-MAIL